Início Saúde e Bem Estar 7 maneiras de tornar a corrida menos dolorosa

7 maneiras de tornar a corrida menos dolorosa

233
0

Correr não é apenas uma ótima maneira de entrar em forma, também pode ser muito divertido. Entretanto, à medida que você começa a fazer mais quilômetros, dores e dores podem começar a aparecer.

Embora a corrida seja um esporte muito democrático, possível para qualquer pessoa, independente de idade, gênero ou qualquer outra condição, é preciso levar em consideração que se trata de uma atividade de impacto. E esse impacto, regular e contínuo, pode ser muito lesivo em um corpo despreparado para recebê-lo.

Isso pode fazer até os corredores mais motivados pensarem duas vezes antes de amarrar os tênis e ir sair em busca de endorfina. Mas calma, se tudo isso te assustou, saiba que há muitas medidas que você pode tomar agora para começar a se sentir melhor na sua próxima corrida.

Ao evitar erros de treinamento, consertar sua técnica e solucionar alguns desequilíbrios e fraquezas, você sentirá o alívio rapidamente. Se você realmente gosta de correr, mas sua rotina está afetando seu corpo, implemente as estratégias a seguir para tornar a corrida menos difícil e mais divertida.

Correr (assim como outras formas de exercício) nunca devem prejudicar ao ponto em que a dor o força a mudar a maneira como você se move. Isso pode indicar o início da lesão. Escute seu corpo e saiba quando e quando parar ou derrubá-lo. Nunca faça muito cedo demais; caso contrário, você se arrependerá muito.

1. Invista no aquecimento certo: Tornar a corrida menos dolorosa pode ser tão simples quanto iniciar suas sessões com um aquecimento decente. Um aquecimento adequado indica ao seu corpo que é hora de exercícios intensos. Aumenta a frequência cardíaca, aquece o núcleo e relaxa os músculos. Isso não apenas facilita as primeiras milhas, mas também reduz o risco de lesões. Inicie cada corrida com uma corrida de 5 minutos e, em seguida, faça exercícios dinâmicos, como agachamentos, joelhos altos, marchas exageradas, minhocas e pulmões por mais 5 minutos.

2. Faça muitas caminhadas rápidas: Durante as primeiras semanas de sua carreira de corrida, ninguém espera que você seja capaz de superar seu amigo que está batendo na calçada religiosamente nos últimos dez anos. Ter esse objetivo ao iniciar é uma receita para o desastre, e você não quer isso. Se você não tem experiência em corrida e tenta correr oito quilômetros, provavelmente não chegará muito longe. Comece da maneira inteligente, alternando dois a três minutos de corrida com três minutos de caminhada e depois desenvolva isso. Atenha-se a um ritmo confortável. Quanto mais difícil você terminar uma corrida, menor será a probabilidade de continuar fazendo isso. Mesmo que você não faça nada além de caminhar durante todo o treino, ainda estará perdendo calorias, construindo uma base de fitness e formando o hábito do exercício. À medida que você estiver em forma, aumente o tempo gasto em execução, gastando menos e cada vez mais em recuperação, até que você possa executar por 30 a 45 minutos sem parar. É só uma questão de tempo. O resto são apenas detalhes.

3. Pare o atrito: Outra fonte comum de dor para muitos corredores é o atrito, especialmente nas coxas e mamilos. atrito ocorre sempre que a pele esfrega contra a pele ou a roupa repetidamente enquanto você trabalha suando. Felizmente, prevenir esta condição não é nada do outro mundo. Para estes casos usar um curativo adesivo para criar uma barreira protetora ao longo da pele para diminuir o atrito que causa irritações. Aplique o material em todas as áreas sujeitas a escoriações, como o interior das coxas, mamilos, axilas e em qualquer outro lugar em que a dor da escoriações esteja arruinando seus exercícios. Suas corridas longas parecerão zilhões de vezes melhor. Você também pode usar leggings ou equipamentos de compressão. Sem contato, sem problemas.

4. Utilize as meias certas: Bolhas são a desgraça de muitos corredores. Isso pode impedi-lo de seguir seu caminho, independentemente de sua motivação para continuar treinando. Assim como o atrito, as bolhas são o resultado do atrito, mas desta vez entre os sapatos e ou as meias esfregando contra os pés e os dedos dos pés. Muitos fatores podem contribuir para o aparecimento de bolhas, incluindo sapatos inadequados, anormalidades nos pés, descidas, etc. Na maioria dos casos, a umidade e o calor pioram as bolhas. Para evitar bolhas, opte por meias sintéticas que não sejam de algodão, como as meias poliamidas. Você também pode reduzir o atrito causador de bolhas aplicando curativo adesivo entre os dedos dos pés.

5. Utilize os tênis ideais para sua pisada: Você está correndo no lugar errado? Então não é de admirar que bater na calçada seja tão doloroso. Os tênis de corrida certos configuram você para corridas mais confortáveis ​​e menos propensas a lesões. Vá para a loja especializada em corrida mais próxima, onde funcionários treinados podem avaliar seu estilo de corrida para ajudá-lo a escolher um par que o ajude a ficar confortável.

6. Acompanhe sua quilometragem: Não só é essencial comprar tênis exorbitantemente caros, mas também é essencial saber quando substituí-los. Cedo ou tarde, a vida útil do seu tênis chegará ao fim, mesmo para os sapatos mais caros, feitos com os melhores materiais. A faixa exata de quilometragem depende de muitos fatores, como peso, frequência de treinamento, terrenos de treinamento etc., mas, como regra geral, substitua os tênis de corrida após 400 a 800 quilômetros de desgaste. Aplicativos como o Strava, por exemplo, permitem monitorar a quilometragem de um par específico após cada corrida.

7. Ouça e ajuste: Por último, mas não menos importante, tornar a corrida menos dolorosa pode se resumir a ouvir seu corpo e descansar o suficiente. Como corredor, levantar os pés pode não ser o que você quer ouvir, mas, na maioria dos casos, é a melhor coisa que você pode fazer para tornar a corrida mais fácil. Os dias de recuperação são importantes, especialmente durante períodos agitados ou quando você não está dormindo o suficiente. Não deixe seu ego ficar no seu caminho. Como mencionei anteriormente, a corrida exerce uma quantidade considerável de estresse nas principais articulações do corpo, especialmente se você estiver batendo em superfícies duras. Concentre-se na qualidade do treinamento e não na quantidade. Se você deseja obter todos os benefícios de sua rotina de corrida, precisa descansar bastante. O sono é o principal mecanismo pelo qual nosso corpo se recupera. Ignorá-lo apenas comprometerá seus esforços. Quando você começa a percorrer quilômetros sérios, verá que seu corpo anseia por um sono extra porque está ocupado reparando danos nos tecidos, desenvolvendo músculos e se adaptando à nova carga de trabalho.

O que mais? Certifique-se de espaçar seus exercícios durante a semana. Agendar a recuperação em seu programa de treinamento ajudará as corridas difíceis parecerem um pouco menos difíceis e dolorosas. Seu corpo precisa de tempo para se recuperar e se recuperar.

Conclusão: Você pode fazer muitas coisas para tornar a corrida menos dolorosa e muito mais fácil para você. Você só precisa estar disposto a pegá-los e torná-los parte integrante de sua vida. O resto é com você.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here