Tem como não afirmar que os eventos de corrida de rua não foram retomados? Principalmente com o que aconteceu neste último sábado, com os 21K de Pipa recebendo cerca de 500 corredores inscritos para, além da corrida infantil, também nas distâncias de 5, 10 e 21 quilômetros.

Marcada inicialmente para o dia 28 de março, na praia da Pipa, litoral Sul do Rio Grande do Norte, a prova acabou sendo adiada em razão da pandemia em uma segunda oportunidade no dia 25 de julho. E felizmente ela só voltou a acontecer em seu segundo ano consecutivo graças a redução dos novos casos confirmados de Covid-19, sobretudo pelo Rio Grande do Norte também se tornar o estado com maior queda no percentual de mortes ocasionadas pelo novo coronavírus.

Embora o número de inscritos ter sido bem mais que o dobro da prova que participamos em Goiana, uma semana antes, os cuidados foram ainda maiores por parte dos organizadores. É até importante ressaltar isso, haja visto que a todo instante o uso da máscara era exigido e que não fosse desrespeitado. Para aqueles que optaram por pegar seu kit em Pipa, a entrega aconteceu em um ambiente totalmente aberto e com ventilação natural, isso um horário bastante flexível, acontecendo até às 21 horas. Para quem (como eu aqui) não conseguiu recolher na sexta, a entrega aconteceu na concentração da prova, até meia hora antes da largada da primeira largada.

Por falar em largada, outro ponto bastante positivo (e esperado pelo protocolo) foi a largada por blocos. A cada cinco minutos uma largada foi realizada, a partir das 6h20, dando inicio com o pelotão masculino, nos 21 quilômetros. E de máscaras! O desuso do acessório só foi liberado após algumas centenas de metros, quando de certa forma quase não existia aglomeração e, alguns quilômetros depois, pouco existiu, já que o traçado do percurso só possuía um ponto de retorno. Na chegada da prova, novos pedidos por parte da Hi Sports e Superação Eventos de utilizarem a máscara, inclusa no kit. Por falar no kit, além da máscara descartável, havia também junto as frutas e hidratação um álcool da Rexona, para higienização.

Se necessita de melhorias? Claro! Sempre há o que melhorar, principalmente nesta nossa nova realidade. Devemos levar em conta que os 21K de Pipa foi um dos primeiros eventos no Brasil e, até que prove o contrário, o primeiro no país a levar um público tão expressivo, com centenas de corredores. Para não dizer que não falei das flores, talvez se a hidratação tivesse cinco e não quatro pontos durante os 21 km, não seria tão sofrido, rs!

Mas foi bacana ver e acompanhar o esforço e dedicação de quem deu a cara a tapa para realizar um evento, onde mesmo com várias diante de incertezas e dúvidas, a prova aconteceu. Os 21K de Pipa foi a primeira corrida liberada do Rio Grande do Norte e respeitando todos os protocolos. Era notório ver a felicidade de cada corredor e cada profissional ali participando disso. E eu só posso dizer que valeu muito a pena!

Mas e você, participou também dos 21K de Pipa? Tem algo a pontuar que acabei esquecendo? Comente ai nos comentários! O resultado poderá ser conferido em breve no site www.21kdepipa.com.br e as fotos oficias do evento estão disponíveis no site www.focoradical.com.br! E claro, não vai perder a nossa cobertura lá em nosso canal no Youtube, correto? Já chega lá e faz sua inscrição acessando www.youtube.com/perunning!

Organização
Percurso
Preço
Avaliação

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here