No Natal é na maioria das vezes o período do ano em que mais se quebra a disciplina da dieta. A comida entra em seus olhos e você tem desejos o tempo todo. Vivemos alguns dias rodeados de Panetone, bebidas alcóolicas, massas, etc. Uma lista incansável de doces deliciosos carregados de açúcar e gorduras saturadas que não nos interessam e que nos chamam constantemente para os comer. Não estamos dizendo para você não se dar ao luxo neste Natal ou comer à base de saladas, mas é importante aprender a controlar esses desejos e comer com sabedoria.

1. Beba mais água: A grande maioria de nós não bebe a metade da água que deveria. Especialmente esse problema é visto no inverno quando a sensação de sede diminui e também pensamos que não suamos depois de praticar esportes por causa do frio. ERRO. Nós suamos e temos que beber. Se tiver dificuldade para beber água, faça infusões ou mesmo águas com infusão de limão e canela, por exemplo.

2. Substitua os desejos por opções saudáveis: Use frutas ou nozes (NÃO fritos NEM salgados). Desta forma, irá assegurar também o seu consumo mínimo diário de frutas e irá carregar o seu corpo com nutrientes de qualidade. Aproveite as frutas de Natal como romã, laranja ou tangerinas.

3. Coma mais proteína: A proteína é o macronutriente que mais nos satisfaz (comprovado cientificamente). Isso se deve a diferentes mecanismos fisiológicos. Além disso, uma dieta rica em proteínas apresenta redução na eficiência energética relacionada à composição corporal do peso corporal recuperado, ou seja, a favor da massa magra.

4. Não pule refeições e planeje: É normal que se você está com muita fome, tenha mais desejos, a ideia não é que você pare de comer se estiver com fome, mas que procure opções saudáveis e planeje suas refeições. Comer com muita fome geralmente leva a uma alimentação rápida, excessiva e, às vezes, descontrolada. Planeje suas refeições, não que com fome e, acima de tudo, certifique-se de ter lanches saudáveis à mão, caso sinta um desejo repentino. Outra opção pode ser comer pequenas refeições ao longo do dia (por exemplo, três refeições principais e dois lanches entre elas) para evitar picos de insulina.

5. Coma devagar: Coma devagar, mastigando bem e curtindo o que tem pela frente. Coma de acordo com a sua fome, não continue comendo quando já estiver saciado. Sabemos que no Natal complica-se com o depois do jantar ou com aqueles nougat depois da sobremesa. Modere-se.

6. Escove os dentes: Essa dica pode ajudá-lo de duas maneiras. Em primeiro lugar, se você escovar os dentes, vai pensar “Acabei de limpá-los, não vou ficar bêbado agora” e, em segundo lugar, seu sabor forte provavelmente vai te dar vontade de comer alguma coisa. Por m, queremos dizer que o que importa não é só o que você faz no Natal, mas o que você faz durante o ano. O que você come entre o Ano Novo e o Natal é muito mais significativo do que o que você come entre o Natal e o Ano Novo. As duas semanas do Natal não representam nem 4% do ano (52 semanas têm um ano, 2 semanas estimamos o Natal). Então vamos curtir o Natal com a cabeça.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here