Final de semana foi literalmente corrido. Com provas em várias cidades e regiões de Pernambuco, coube ao litoral de Ipojuca encerrar o calendário de abril, recebendo centenas de corredores na 4ª Corrida do Porto X-Treme. O tempo com céu aberto prometia aumentar, ainda mais, o desafio para os corredores que enfrentariam um percurso misto pela frente.

Com uma bela estrutura montada em  Maracaípe, os participantes tiveram à sua disposição stands com os diversos tipos de materiais. Onde era possível comprar desde gel de carboidratos até um tênis novo. A retirada dos kits aconteceu nos dia anteriores, mas também foi possível retirá-los antes da largada para aqueles corredores que não moravam na Região Metropolitana.

Com a largada acontecendo pontualmente às 15h30, os corredores tiveram pela frente um percurso diferente do habitual realizados nas grandes provas no centro do Recife. No lugar de asfalto, ruas de paralelepípedos até a metade do percurso. Logo em seguida veio para alguns a temida areia fofa seguida de um percurso de terra batida onde os bugs costumam passar.

A hidratação da prova foi bacana, com água gelada em todos os postos e, ao final da prova, cerveja geladinha distribuída por um dos patrocinadores do evento para os corredores adeptos. Teve quem tivesse sentido a falta de isotônicos ou sucos, contudo, a hidratação foi mais do que suficiente e primordial para os corredores aguentarem o calor de uma prova à tarde.

E por falar em final de prova, a medalha foi muto bonita para uma prova muito bacana. Correr metade do percurso na areia tornou mais desgastante e desafiante a prova, porém sair do asfalto e ter mais contato com a natureza, areia e mar, deu mais força para correr.

O resultado da corrida de rua pode ser visto, clicando AQUI.

Organização
Percurso
Preço
Avaliação

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here