Domingo o Recife amanheceu com o Cais da Alfândega com milhares de corredores na realização da Corrida Nacional do Ministério Publico “Correndo pela Cidadania”. Além das provas de 5 e 10 quilômetros (e caminhada de 2 quilômetros), o evento realizou também uma meia-maratona, percorrendo as principais vias no Recife que circulam o Rio Capibaribe. Por sinal, foi a primeira prova de 21 quilômetros realizada na capital, em 2016.

E o clima do dia foi propício para uma prova de longe distância. Com o clima nublado em boa parte do tempo e também com a chuva dando as caras, aquele medo por correr entre as oito e nove horas com sol forte foi aliviado. Dada a largada, os corredores dos quatro percursos partiram para o Cais José Estelita, fazendo o trajeto semelhante ao realizado na Corrida SESC do Dia do Trabalhador. E assim como a prova realizada em maio, os corredores dos cinco quilômetros “penaram” com o 1,5 quilômetros extra. Para aquele corredor que está iniciando a prática da corrida de rua e nunca extrapolou o limite dos 5 quilômetros, talvez não tenha sido uma experiência tão bacana.

Ter um novo evento no calendário de corridas é sempre bem vindo e, apesar do percurso bem sinalizado, alguns pontos negativos precisam ser ajustados. Faltar hidratação ao longo da prova é um pecado capital em uma corrida de rua. Quem correu a meia-maratona sofreu com a ausência de hidratação a partir do posto localizado no cruzamento entre a Avenida Norte e a Rua da Aurora. Se o percurso dos 5 quilômetros fechou em mais de 6 km, a meia-maratona infelizmente foi completada com a quilometragem abaixo dos 21. E ao final da prova, um kit finisher sem frutas, contendo apenas um isotônico e uma barrinha de barra de cereal. Isso pra quem participou da caminhada, quanto para quem ousou desafiar a meia-maratona. Algo muito pouco pra um evento com mais de dez patrocinadores estampados no número de peito.

Que em 2017 o Ministério Publico insira mais uma prova de longa distância em nosso calendário. Mas que estes deslizes pontuais sejam revistos.

Organização
Percurso
Preço
Avaliação

3 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here